Projetos do ITP são selecionados em Chamada Universal do CNPq

19/12/2018
Da esquerda para a direita e da 1ª para a 2ª linha: Dr. Álvaro Lima, Dra. Elina Bastos, Dr. Ricardo Cavalcanti, Dra. Cleide Soares, Dra. Manuela Leite, Dra. Raylane Navarro e Dr. Diego Freitas
Da esquerda para a direita e da 1ª para a 2ª linha: Dr. Álvaro Lima, Dra. Elina Bastos, Dr. Ricardo Cavalcanti, Dra. Cleide Soares, Dra. Manuela Leite, Dra. Raylane Navarro e Dr. Diego Freitas

Sete projetos de pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) foram selecionados na Chamada Universal do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançada em julho deste ano, e que tem como objetivo apoiar financeiramente projetos que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e da inovação do país, em qualquer área do conhecimento. O investimento total da chamada será de R$ 200 milhões, distribuídos em três faixas de apoio, e cujo valor será repassado aos pesquisadores em até três parcelas, como informou o CNPq.

Do ITP foram selecionados os projetos dos pesquisadores: as doutoras Cleide Mara Faria Soares, da Engenharia Química; Elina Bastos Caramão, da área de Química; Manuela Leite, das Ciências Ambientais, e Raylane Andreza Dias Navarro Barreto, da Educação; e os doutores Álvaro Silva Lima, da Engenharia Química; Ricardo Luiz Cavalcanti de Albuquerque Junior, da Odontologia, e Diego Freitas Rodrigues, do ITP Maceió, com projeto aprovado na área de Antropologia, Arqueologia, Ciência Política, Direito, Relações Internacionais e Sociologia.

“A educação de mulheres ao longo dos séculos XIX e XX”, da Dr. Raylane Andreza Navarro; “Modelagem híbrida e otimização de redes neurais e lógica fuzzy aplicados ao processo eletroquímico de degradação de efluentes”, da Dra. Manuela Leite; e "Análise da implementação de políticas públicas para prevenção de arboviroses em cidades brasileiras", do Dr. Diego Freitas, foram os projetos aprovados na Faixa A da Chamada Universal, que financiará pesquisas no valor de até R$ 30 mil. A Dra. Cleide Soares teve aprovado o projeto “Pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologia enzimática para produção de biolubrificantes utilizando óleos vegetais da região Nordeste do Brasil”, e receberá apoio financeiro no valor de R$ 60 mil, total que será investido nos projetos aprovados na Faixa B, da Universal.

Já na maior faixa da Chamada, a ‘C’, que contempla as pesquisas que receberão apoio no valor de até R$ 120 mil, três pesquisadores do Instituto foram contemplados: Dr. Ricardo Cavalcanti, com o projeto “Avaliação do efeito citotóxico in vitro e antitumoral in vivo do extrato etanólico de Himatanthus bracteatus, obtido por meio de extração com líquidos pressurizados”; Dr. Álvaro Lima, com a pesquisa “Utilização de líquidos iônicos na remoção e identificação de pesticidas contidos em matrizes vegetais”, e a Dra. Elina Bastos, com o título “Pirólise dos resíduos agroindustriais da indústria do coco verde e do café: caracterização química e aproveitamento do bio-óleo e do biochar”.

Segundo informações do CNPq foram aprovados 5.772 projetos de pesquisa, sendo 2.357 da Faixa A; 1.976 da Faixa B; e 1.237 da Faixa C. O número total de aprovados é 21% maior que a quantidade registrada na edição anterior do edital. Os projetos dos pesquisadores do ITP estão entre os 19% selecionados da região Nordeste. A maior parte das aprovações foi para a região sudeste: 47%; a segunda colocação foi para a região sul, com 23% do total de selecionados. O Centro-oeste ocupa a quarta colocação, com 8% de projetos e a região Norte foi a que teve o menor percentual de aprovação, apenas 3%. Para este ano, a Chamada Universal trouxe como novidades a inserção de bolsas de fomento tecnológico entre as modalidades permitidas, e a liberação do número de bolsas a serem solicitadas por projeto, desde que o valor total da proposta não ultrapassasse o limite estabelecido para cada faixa. (Com informações do CNPq).



Veja Mais

Pesquisadora do ITP ganha prêmio de inovação por transformar casca de sururu em matéria-prima para insumo da Construção Civil

Pesquisadora do ITP ganha prêmio de inovação por transformar casca de sururu em matéria-prima para insumo da Construção Civil

20/03/2019 - O que fazer com quatro toneladas diárias de um resíduo rico em Cálcio, Magnésio e Fósforo, que pode ser r...

XVII COLACRO acontece em Aracaju

XVII COLACRO acontece em Aracaju

19/03/2019 - De 14 a 19 de julho de 2019 acontece, em Aracaju/SE, no Campus Farolândia da Universidade Tiradentes, o XVII Congresso Latino-American...

É do ITP um dos dois pesquisadores Sênior do CNPq na área de Engenharia Química em todo o país

É do ITP um dos dois pesquisadores Sênior do CNPq na área de Engenharia Química em todo o país

19/02/2019 - No Brasil existem apenas dois bolsistas de Produtividade Sênior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnol&oac...

Laboratório do ITP é referência em análise de detecção da bactéria Escherichia coli em água para consumo humano

Laboratório do ITP é referência em análise de detecção da bactéria Escherichia coli em água para consumo humano

07/02/2019 - Entre os meses de maio e junho de 2011 o mundo ficou em alerta por causa do surto de infecção pela bactéria Escherichia...