Pesquisador português encerra estada na UNIT com palestra no Café com Biotecnologia

17/08/2015

Aplicação das técnicas de microextração sortiva em análise química: estado da arte e tendências futuras. Este foi o tema da palestra do Prof. Dr. José Manoel Florêncio Nogueira na manhã da última sexta-feira, 14 de agosto, durante a edição do mês do “Café com Biotecnologia”, evento realizado pelos alunos do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Industrial da Universidade Tiradentes (UNIT) há cerca de dois anos. José Manuel Nogueira, que é docente Auxiliar com Agregação, e pesquisador do Centro de Química e Bioquímica da Universidade de Lisboa, Portugal, está em Aracaju desde o dia 1° como Professor Visitante Especial (PVE) na UNIT pelo Programa Ciências Sem Fronteiras do CNPQ, resultado de um projeto liderado pelas professoras/pesquisadoras do ITP/UNIT Elina Bastos Caramão e Laiza Canielas Krause.

Além de ter falado na manhã da sexta-feira sobre uma técnica que é desenvolvida por ele em Portugal, e ainda muito pouco conhecida por aqui, durante a estada de José Nogueira na Universidade ele também ministrou curso sobre “Extração e micro extração em análise química aplicada em cromatografia” para alunos da iniciação científica da instituição; estudantes de dos cursos de Mestrado e Doutorado, e colaboradores do ITP, mais especificamente os que trabalham com águas, pois esta é uma técnica bastante utilizada na extração de pesticidas de água para análise e amostras, como explicou a Prof. Dra. Laiza Canielas.

O curso foi composto por teoria e prática, tendo sido esta última parte realizada no Laboratório Síntese de Materiais e Cromatografia (LSINCROM) do Instituto de Pesquisa e Tecnologia (ITP). “Foi um curso de 12 horas dividido em quatro módulos, três teóricos e um prático, quando foi estudada toda a parte de cromatografia, tanto a líquida quanto a gasosa, que é o nosso foco. Foi muito proveitoso e um incentivo para quem já trabalha ou pretende trabalhar com cromatografia”, comentou Laiza Canielas.

Esta não foi a primeira vez que José Nogueira veio a Sergipe e pelo jeito também não será a última, como explicou a Prof. Dra. Elina Bastos. Segundo ela, há cerca de um ano o professor português esteve em Aracaju, passagem rápida, porém suficiente para que o projeto de PVE pudesse ser desenhado. “Como sou a coordenadora do projeto e estou em Sergipe agora, não mais no Rio Grande do Sul, é bem possível que nas próximas vindas dele ao Brasil esteja entre nós”, disse Elina Bastos.

 Para ela, a convivência com José Nogueira ao longo desses 15 dias só trouxe benefícios a Instituição, principalmente pelo currículo que possui. “O Nogueira está, inclusive, convencendo algumas pessoas a trabalhar na área dele, como a professora Laiza, que foi convidada por ele para fazer Pós-doutorado em Portugal ano que vem. No meu caso, estou participando, como convidada, do comitê organizador do COLACRO, congresso internacional que acontecerá em janeiro de 2016, em Portugal. Portanto, este é um projeto que bem aproveitado traz muitos frutos para a instituição”, observou.

 REFERÊNCIA EM CROMATOGRAFIA

 Ainda de acordo com Elina Bastos, com a vinda de pesquisadores renomados na área da cromatografia, a exemplo do australiano Philip Marriot, José Nogueira e do chinês Tao Zhang, que já confirmou presença em Sergipe no mês de outubro e virá por intermédio dela e da professora Laiza, associado aos equipamentos que o LSINCROM já possui e aos que estão para chegar ainda este mês, a exemplo do GCxGC/MS, é bem possível que em um ou dois anos o laboratório esteja entre os primeiros de cromatografia do país. “Tudo isso representa um salto em termos de análise cromatográfica”, frisou a pesquisadora.

Um dos alunos que diz ter aproveitado bastante as palestras e dicas passadas pelo português foi Mozart Daltro Bispo, 28 anos de idade, doutorando em Biotecnologia Industrial e com os estudos voltados para os resíduos industriais e agroindustriais. “A palestra do Prof. Nogueira foi bem gratificante e me considero honrado por ele ter estado aqui na UNIT dando curso sobre uma área que está em constante crescimento, embora aqui em Sergipe não seja tão divulgada. Realmente ele veio para atribuir muito mais conhecimento na área de cromatografia, tanto gasosa quanto líquida, e no preparo de amostras”, relembrou Mozart Bispo.

Em maio do próximo ano o doutorando deve embarcar para Portugal, onde passará um ano trabalhando no laboratório de José Nogueira. “Ele fez uma patente que é voltada para a área de extração de compostos, então vou estudar basicamente isso: os produtos da nossa região, como fibra de coco e resíduo da mandioca à luz do que ele patenteou, para a produção de barras flutuantes e que faz a extração de compostos de inúmeras polaridades”, comentou.

Para o Professor Visitante Especial, José Nogueira, a experiência vivida na UNIT foi muito proveitosa, declarando ter gostado muito do curso que ministrou, pois serviu para consolidar conhecimentos, sobretudo na pós-graduação. “Para os da graduação possibilitei terem algum contato com técnicas analíticas que são importantes para a indústria do petróleo, por exemplo”, declarou o pesquisador.

Avaliou ainda que o projeto realizado em parceria com a professora Elina Bastos vai gerar bons frutos, inclusive no que diz respeito ao intercâmbio entre as instituições envolvidas nos dois países lusófonos. E por falar na questão da língua, José Nogueira afirmou que “essa aproximação da língua e dos aspectos culturais faz com que, do ponto de vista científico, haja muito mais facilidade na troca de conhecimentos”. (A foto do professor, que está no destaque desta matéria, foi feita pelo doutorando Mozart Bispo)



Veja Mais

Pesquisadores do ITP desenvolvem bionseticida para combater a mosca negra do citros

Pesquisadores do ITP desenvolvem bionseticida para combater a mosca negra do citros

14/09/2018 - Por Andréa Moura A citricultura ainda continua sendo um dos principais produtos agrícolas da economia sergipana. Junto com a ...

Vice-Reitora da Universidade Massachusetts e presidente do Cambridge Institute for Brazilian Studies visitam o ITP e discutem sobre parcerias internacionais

Vice-Reitora da Universidade Massachusetts e presidente do Cambridge Institute for Brazilian Studies visitam o ITP e discutem sobre parcerias internacionais

30/08/2018 - Estreitar o relacionamento entre Sergipe e Boston, nos Estados Unidos, através da realização de projetos em conjunto na...

Presidente da CELSE fará palestra sobre usina termoelétrica para pesquisadores do ITP, alunos e professores da Unit

Presidente da CELSE fará palestra sobre usina termoelétrica para pesquisadores do ITP, alunos e professores da Unit

29/08/2018 - Nesta quinta-feira, dia 30 de agosto de 2018, às 9h, no auditório B do Bloco G, do Campus Farolândia, o presidente da Ce...

I Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica do ITP

I Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica do ITP

07/08/2018 - Proporcionar à comunidade acadêmica um espaço para ampla discussão e divulgação do conhecimento cie...