Iniciados minicursos do RESAG 2015

07/12/2015
Iniciados minicursos do RESAG 2015
Iniciados minicursos do RESAG 2015

Os minicursos do 2º Congresso Internacional “Gestão da Água e Monitoramento Ambiental: desafios e soluções locais e nacionais” foi iniciado na manhã de hoje, 7 de dezembro, nas salas 27 e 51 do bloco G da Universidade Tiradentes, no campus Farolândia. Durante toda esta segunda-feira estarão sendo ministrados os cursos “Avaliação da incerteza – ferramenta da qualidade”, por Walter Link; e “Qualidade da água na agricultura irrigada”, por Ronaldo Souza Resende e Júlio Roberto Araújo de Amorim.

Amanhã, dia 8 de dezembro, os minicursos terão como temática:  Certified reference materials and proficiency testing materials for chemical measurements: assignment of values, minstrado por Reenie Parris, assessor científico do diretor do Nist Chemical Science and Technology Laboratory; National Institute of Standards and Technology – NIST. O segundo curso da terça-feira será Concepts, criteria and procedures for valid measurement,  que terá como instrutor Mike Sargent, Chief Chemical Metrologist; UK Laboratory of the Government chemist – LGC.

O RESAG 2015 será aberto oficialmente na quarta-feira, às 9h, pela coordenadora geral da Rede de Saneamento e Abastecimento de Água, Vera Maria Lopes Ponçano. Em seguida haverá um painel sobre “Políticas, Gestão Ambiental e Recursos Hídricos”. A programação completa do RESAG 2015, que acontece até o dia 11 de dezembro, no campus Farolândia da Unit, pode ser acessada no endereço http://www.resag.org.br/congressoresag2015/index.php

Esse congresso internacional tratará de questões referentes ao planejamento e execução de políticas públicas voltadas à garantia da continuidade do fornecimento e disponibilização de água, e o monitoramento dela no meio ambiente, abordando essas duas questões nas perspectivas tecnológicas, econômicas e sociais. Diante do panorama brasileiro de crescimento populacional e desenvolvimento econômico, aliados a um cuidado precário, em regra, dos recursos hídricos nacionais, o país vislumbra a necessidade de debater os rumos que se apresentam à sociedade como um todo no que tange ao consumo sustentável das águas.

É sabido que os espaços urbanos do país têm sofrido simultâneos colapsos no abastecimento, a exemplo da Cidade de São Paulo e do que aconteceu em Aracaju, no primeiro semestre deste ano, quando a queda de uma única tubulação de água fez com que a cidade sofresse perda de 70% da capacidade de distribuição. A falta de coleta e tratamento de esgotos, bem como a contaminação das águas urbanas e rurais é um problema sistêmico no Brasil, e serão assuntos como estes os abordados no decorrer do congresso.

WALTER LINK

É formado em Engenharia Mecânica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP (1964 -1968). Atuou como Pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – Divisão de Engenharia Mecânica  (1968-1998), Professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP (1972 -1997), Professor convidado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - (2000 – 2013) e Consultor Autônomo – LINK CONSULTORIA Ltda. (2000 - 2015). É doutor por Notório Saber pela Universidade de São Paulo/USP São Carlos, e também doutor por Notório Saber pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

RONALDO SOUZA RESENDE

É graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Paraíba (1986), especialista em Irrigação pelo International Irrigation Center da Utah State University (1995), Mestre (2000) e Doutor (2004) em Irrigação e Drenagem pela USP - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e professor associado ao Curso de Pós-graduação em Recursos Hídricos da Universidade Federal de Sergipe. Atuou de 2007 a 2013 como Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Tabuleiros Costeiros, e desde 2014 é Chefe de Transferência de Tecnologia dessa mesma Unidade da Embrapa.

JULIO ROBERTO ARAUJO DE AMORIM

Possui graduação em Tecnologia Química (1981) e em Agronomia (1986) pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Mestre em Engenharia Agrícola (1994), área de Irrigação e Drenagem, pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa e tem experiência na área de Agronomia com ênfase em engenharia de água e solo, atuando, principalmente, nos temas: recursos hídricos, bacias hidrográficas, manejo de água, qualidade da água e gestão ambiental.



Veja Mais

Laboratório do ITP é referência em análise de detecção da bactéria Escherichia coli em água para consumo humano

Laboratório do ITP é referência em análise de detecção da bactéria Escherichia coli em água para consumo humano

07/02/2019 - Entre os meses de maio e junho de 2011 o mundo ficou em alerta por causa do surto de infecção pela bactéria Escherichia...

Diretora do MIT-Brazil visita ITP e vislumbra parceria com pesquisadores dos EUA

Diretora do MIT-Brazil visita ITP e vislumbra parceria com pesquisadores dos EUA

04/02/2019 - Conhecer melhor o que cada laboratório do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) realiza visando o desenvolvimento de projetos conj...

Aperfeiçoamento do medicamento que trata a esquistossomose é feito por pesquisadores do ITP

Aperfeiçoamento do medicamento que trata a esquistossomose é feito por pesquisadores do ITP

18/01/2019 - Em oito anos, de 2008 a 2016, o Ministério da Saúde (MS) registrou a morte de 4.473 pessoas no Brasil em decorrência da ...

Pesquisadores do ITP e da Universidad de Chile firmam parceria para estudar doença de Chagas e esquistossomose nos dois países

Pesquisadores do ITP e da Universidad de Chile firmam parceria para estudar doença de Chagas e esquistossomose nos dois países

10/01/2019 - Qual o comportamento da Doença de Chagas e da Esquistossomose no Brasil e no Chile, e o que têm de semelhante nos dois pa&iacut...