Iniciados minicursos do RESAG 2015

07/12/2015
Iniciados minicursos do RESAG 2015
Iniciados minicursos do RESAG 2015

Os minicursos do 2º Congresso Internacional “Gestão da Água e Monitoramento Ambiental: desafios e soluções locais e nacionais” foi iniciado na manhã de hoje, 7 de dezembro, nas salas 27 e 51 do bloco G da Universidade Tiradentes, no campus Farolândia. Durante toda esta segunda-feira estarão sendo ministrados os cursos “Avaliação da incerteza – ferramenta da qualidade”, por Walter Link; e “Qualidade da água na agricultura irrigada”, por Ronaldo Souza Resende e Júlio Roberto Araújo de Amorim.

Amanhã, dia 8 de dezembro, os minicursos terão como temática:  Certified reference materials and proficiency testing materials for chemical measurements: assignment of values, minstrado por Reenie Parris, assessor científico do diretor do Nist Chemical Science and Technology Laboratory; National Institute of Standards and Technology – NIST. O segundo curso da terça-feira será Concepts, criteria and procedures for valid measurement,  que terá como instrutor Mike Sargent, Chief Chemical Metrologist; UK Laboratory of the Government chemist – LGC.

O RESAG 2015 será aberto oficialmente na quarta-feira, às 9h, pela coordenadora geral da Rede de Saneamento e Abastecimento de Água, Vera Maria Lopes Ponçano. Em seguida haverá um painel sobre “Políticas, Gestão Ambiental e Recursos Hídricos”. A programação completa do RESAG 2015, que acontece até o dia 11 de dezembro, no campus Farolândia da Unit, pode ser acessada no endereço http://www.resag.org.br/congressoresag2015/index.php

Esse congresso internacional tratará de questões referentes ao planejamento e execução de políticas públicas voltadas à garantia da continuidade do fornecimento e disponibilização de água, e o monitoramento dela no meio ambiente, abordando essas duas questões nas perspectivas tecnológicas, econômicas e sociais. Diante do panorama brasileiro de crescimento populacional e desenvolvimento econômico, aliados a um cuidado precário, em regra, dos recursos hídricos nacionais, o país vislumbra a necessidade de debater os rumos que se apresentam à sociedade como um todo no que tange ao consumo sustentável das águas.

É sabido que os espaços urbanos do país têm sofrido simultâneos colapsos no abastecimento, a exemplo da Cidade de São Paulo e do que aconteceu em Aracaju, no primeiro semestre deste ano, quando a queda de uma única tubulação de água fez com que a cidade sofresse perda de 70% da capacidade de distribuição. A falta de coleta e tratamento de esgotos, bem como a contaminação das águas urbanas e rurais é um problema sistêmico no Brasil, e serão assuntos como estes os abordados no decorrer do congresso.

WALTER LINK

É formado em Engenharia Mecânica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP (1964 -1968). Atuou como Pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – Divisão de Engenharia Mecânica  (1968-1998), Professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP (1972 -1997), Professor convidado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - (2000 – 2013) e Consultor Autônomo – LINK CONSULTORIA Ltda. (2000 - 2015). É doutor por Notório Saber pela Universidade de São Paulo/USP São Carlos, e também doutor por Notório Saber pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

RONALDO SOUZA RESENDE

É graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Paraíba (1986), especialista em Irrigação pelo International Irrigation Center da Utah State University (1995), Mestre (2000) e Doutor (2004) em Irrigação e Drenagem pela USP - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e professor associado ao Curso de Pós-graduação em Recursos Hídricos da Universidade Federal de Sergipe. Atuou de 2007 a 2013 como Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Tabuleiros Costeiros, e desde 2014 é Chefe de Transferência de Tecnologia dessa mesma Unidade da Embrapa.

JULIO ROBERTO ARAUJO DE AMORIM

Possui graduação em Tecnologia Química (1981) e em Agronomia (1986) pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Mestre em Engenharia Agrícola (1994), área de Irrigação e Drenagem, pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa e tem experiência na área de Agronomia com ênfase em engenharia de água e solo, atuando, principalmente, nos temas: recursos hídricos, bacias hidrográficas, manejo de água, qualidade da água e gestão ambiental.



Veja Mais

Pesquisadores do ITP que trabalham com patrimônio genético têm que fazer cadastro no SisGen até 05 de novembro

Pesquisadores do ITP que trabalham com patrimônio genético têm que fazer cadastro no SisGen até 05 de novembro

10/10/2018 - Os pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP – que utilizam patrimônio genético brasileiro nos trab...

Docente da Unit e pesquisadora do ITP passa a integrar Comitê de Assessoramento do CNPq

Docente da Unit e pesquisadora do ITP passa a integrar Comitê de Assessoramento do CNPq

09/10/2018 - Desde o dia 1º de outubro do corrente ano, a professora Doutora Cristiane Porto integra o Comitê de Assessoramento de Divulga&cce...

Servidor de e-mail ficará indisponível

Servidor de e-mail ficará indisponível

09/10/2018 - A diretoria do ITP, através do Setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, informa aos colaboradores...

CNPq aprova projeto do ITP em chamada sobre desenvolvimento científico, tecnológico e inovação em cooperativismo

CNPq aprova projeto do ITP em chamada sobre desenvolvimento científico, tecnológico e inovação em cooperativismo

02/10/2018 - Traçar caminhos, através de ações de etnodesenvolvimento, para que as cerca de cinco mil comunidades de terreiro...