Pesquisador do Instituto de Tecnologia e Pesquisa passa a integrar CA de Engenharia Química do CNPq

23/07/2020

Uma consulta feita à comunidade científico-tecnológica brasileira escolheu o Prof. Dr. Claudio Dariva, pesquisador do Instituto de Tecnologia e Pesquisa, docente da Universidade Tiradentes e bolsista 1C de Produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para integrar o Comitê de Assessoramento da Engenharia Química do CNPq. A atuação do Prof. Dariva no CA foi iniciada neste mês de julho e ocorrerá até junho de 2023. Além do pesquisador do ITP, o comitê conta com mais três pesquisadores com reconhecimento nacional e internacional na área: Dra. Maria Alice Zarur Coelho (UFRJ), Dr. Pedro Henrique Hermes de Araújo (UFSC) e Dra. Carla Eponina Hori (UFU).

Compete ao CA participar do planejamento, avaliação, acompanhamento e análise das ações relativas à área da Engenharia Química; contribuir para a formulação de programas e planos de desenvolvimento científico e tecnológico; recomendar à Diretoria Executiva do CNPq (DE) ações de fomento na área de atuação; além de analisar as solicitações de bolsas e auxílios considerando o mérito técnico/científico e recomendando ou não a concessão dos mesmos, que é uma  atribuição da DE. “A indicação para compor o Comitê de Assessoramento é, acima de tudo, o reconhecimento da comunidade acadêmica nacional sobre a qualidade do trabalho realizado dentro da Universidade Tiradentes e do ITP”, declarou o professor Cláudio Dariva.

Doutor em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Claudio Dariva tem pós-doutorado pela Wayne State University de Detroit/Michigan e, atualmente, está finalizando novo pós-doutoramento na The University of British Columbia, em Vancouver/Canadá. No ITP, é coordenador do Núcleo de Estudos em Sistemas Coloidais, NUESC, criado em parceria com a Agência Nacional de Petróleo (ANP), Centro de Pesquisa da Petrobras (CENPES) e Petrobras para atuar no desenvolvimento de atividades de pesquisa relacionadas ao estudo de sistemas coloidais e ao desenvolvimento de processos a alta pressão. O NUESC tem como foco a criação de tecnologias inovadoras nas áreas de energia (biocombustíveis, petróleo e gás) e bioprodutos (extratos naturais e biofármacos a partir de matérias-primas vegetais).

Desde 1998 o Prof. Dariva vem atuando em vários projetos abordando o tema “Desenvolvimento de processos empregando fluidos pressurizados e sistemas interfaciais”. Até o momento, o pesquisador é autor de mais de 150 trabalhos em revistas de circulação internacional e de 23 patentes, deste total, 21 depositadas junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial e duas em instituições internacionais, sendo uma delas a United States Patent and Trademark Office. O professor é Editor Associado do Brazilian Journal of Chemical Engineering e atua também como consultor ad-hoc em diversos periódicos e agências de fomento.



Veja Mais

Tecido cardíaco produzido com nanopartícula de ouro pode ser alternativa para reduzir mortes por infarto

Tecido cardíaco produzido com nanopartícula de ouro pode ser alternativa para reduzir mortes por infarto

04/09/2020 - Inspirar as pessoas a ampliar horizontes por meio do desenvolvimento e da transferência do conhecimento, de tecnologias, produtos e se...

Iniciação Científica pode ser fator decisivo no momento de escolha da futura profissão

Iniciação Científica pode ser fator decisivo no momento de escolha da futura profissão

24/08/2020 - Estar em contato com a pesquisa científica desde os primeiros anos do curso de graduação é importante para desco...

“Estar na ABIPTI é o resultado do meu amor pela ciência”

“Estar na ABIPTI é o resultado do meu amor pela ciência”

10/08/2020 - Por Andréa Moura Uma vida dedicada à Ciência, Tecnologia e Inovação, tanto como pesquisador das ár...

Webinar discute o cenário nacional da prestação de serviços ambientais

Webinar discute o cenário nacional da prestação de serviços ambientais

07/08/2020 - A Rede Nacional de Monitoramento Ambiental (Renama), que é coordenada pelo Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) e fomentada com r...