Pesquisadora do ITP e docentes dos programas de pós-graduação da Unit conseguem aprovação de projeto INCT

Publicado em 21/06/2016

Uma parceria entre um grupo de pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) coordenado pela Profa. Dra. Elina Bastos Caramão, que também é docente da Universidade Tiradentes (Unit), e o Prof. Dr. Jailson Bittencourt de Andrade, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), resultou na aprovação da segunda fase do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para Energia e Meio Ambiente (INCT– MCTI/CNPq/CAPES/FAPS Nº 16/2014). Os Prof. Drs. Álvaro Silva Lima, Silvia Egues, Laiza Canielas Krause, Alini Tinoco e Cleide Mara Farias, todos do ITP, também fazem parte do INCT E&A junto com a profa. Elina. Além do ITP e da Unit fazem parte deste INCT mais 18 instituições de Ensino Superior do país.

Embora ainda não tenha sido definido quanto do recurso será destinado ao ITP para a execução de projetos ligados ao INCT, a aprovação torna mais próxima a montagem do Centro de Excelência em Cromatografia do Nordeste no ITP, pois, por meio do INCT chegará a Sergipe o Cromatógrafo Gasoso Bidimensional com detector de massas tipo Triplo-quadrupolo, o primeiro do Brasil. Após a instalação deste equipamento e com o auxílio financeiro já aprovado pela Petrobras, o grupo de pesquisas responsável pelo desenvolvimento desta técnica, liderado pelo Prof. Dr. Luigi Mondello, da Faculdade de Messina/Itália, enviará um pesquisador a Sergipe para fornecer treinamento adicional aos colaboradores do ITP e participantes do INCT de todo o país.

Esta visita será possível graças ao projeto aprovado recentemente com a Petrobras. Os detalhes desta visita também foram acertados pela professora Dra. Elina Bastos Caramão, que esteve, durante a última semana de maio, participando como palestrante do 40th International Symposium on Capillary Chromatography and 10th GCxGC Symposium, em Riva del Garda/Itália.

Para o presidente do ITP, Dr. Diego Menezes, a criação do Centro de Excelência em Cromatografia do Nordeste é extremamente relevante para intensificar o desenvolvimento científico e industrial, pois possibilitará um acentuado crescimento acadêmico e, sobretudo, a interação com o setor industrial de grande complexidade. Desta forma, espera-se criar um ambiente tecnológico adequado à formação de recursos humanos e prestação de serviços à sociedade. O presidente do instituto explicita ainda que “ter à frente deste Centro uma profissional tão experiente e produtiva como a Profa. Dra. Elina Caramão, pesquisadora 1B do CNPq, é a certeza de que este projeto trará excelentes retornos de sucesso para a ciência”. Ele afirmou também que o ITP, dentro das possibilidades de realização, não medirá esforços para apoiar a iniciativa.

A Profa. Dra. Elina Caramão faz parte do comitê gestor executivo do INCT, e a Profa. Dra. Laiza Canielas Krause é a representante da Unit e do Estado de Sergipe no comitê científico. Ambas, além de pesquisadoras do ITP são também docentes do Programa de Biotecnologia Industrial da Universidade Tiradentes. “O Professor Doutor Luigi Mondello é, ao lado do prof. Dr. Phillip Marriott, que já esteve conosco no final de 2015, uma das mais importantes figuras da cromatografia no mundo, sendo o chairman do Congresso de Riva há oito anos”, comentou a Profa. Elina Caramão.

A SEGUNDA FASE DO INCT

Para conseguir estar entre os 20 melhores projetos em ordem de prioridade e o segundo na área de Química, o comitê gestor e assessores do INCT se empenharam bastante, uma vez que os avaliadores convidados pelo CNPq foram selecionados entre as melhores universidades do mundo. Outros fatores que pesaram muito favoravelmente para a aprovação do projeto, de acordo com a Profa. Dra. Elina Caramão foi o fato de ser um grupo multidisciplinar e, dentre os cerca de 120 pesquisadores que integram o INCT Energia e Meio Ambiente, 12 são pesquisadores níveis 1A ou 1B do CNPq.

“Escolhemos trabalhar a área de Energia e Ambiente porque já atuamos nela há muitos anos, tanto eu quanto o Prof. Dr. Jailson Bittencourt. Aqui no ITP e no programa de Pós-graduação PBI muitos estudos relacionados a dissertações e teses de doutorado estão dentro do tema do INCT, a exemplo da extração e caracterização de óleos essenciais e extratos de diversas plantas nordestinas; caracterização e aproveitamento dos resíduos agroindustriais como a casca do coco, a palha da cana, café e tortas residuais da produção de óleo de buriti e dendê, dentre outros”, explicou a pesquisadora.

SOBRE O INCT

Distribuídos nas áreas Agrária, Energia, Engenharia e Tecnologia da Informação, Exatas e Naturais, Humanas e Sociais, Ecologia e Meio Ambiente, Nanotecnologia, e Saúde, os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia têm dentre os objetivos mobilizar e agregar de forma articulada os grupos de excelência em áreas de fronteira da ciência e em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do país.

Na opinião da pesquisadora Elina, o INCT foi idealizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) numa das fases mais profícuas do Conselho ao longo dos últimos dez anos, período em que houve, segundo ela, grande avanço na área da Ciência e Tecnologia no país, porque estimulou-se a produção científica não só para fora do Brasil, através do Ciência sem Fronteiras, mas também internamente. E foi desta maneira que os royalties do petróleo foram distribuídos para centros de excelência em pesquisa formados a partir da aglutinação de pesquisadores reconhecidos em suas áreas de atuação, e jovens cientistas ainda em início de carreira, com a finalidade de alavancar a Ciência e a Tecnologia no Brasil.



Veja também

Colaborador do ITP foi um dos palestrantes do 2° Café com Projetos do Grupo Tiradentes

Colaborador do ITP foi um dos palestrantes do 2° Café com Projetos do Grupo Tiradentes

16/08/2016 - Disseminar as melhores práticas de gerenciamento de projetos, apresentar as ações que estão sendo desenvolvidas ...

Pesquisas do ITP ganham destaque em congressos internacionais

Pesquisas do ITP ganham destaque em congressos internacionais

09/01/2017 - A doutoranda do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Industrial pela Universidade Tiradentes, Camila Gomes Dantas...

Tem início o 11º Encontro brasileiro sobre Adsorção

Tem início o 11º Encontro brasileiro sobre Adsorção

25/04/2016 - Debater sobre o que há de mais atual no mundo sobre a temática adsorção. Este é o objetivo principal do 1...

Pesquisadoras do ITP apresentam projetos durante seminário da FAPITEC

Pesquisadoras do ITP apresentam projetos durante seminário da FAPITEC

19/08/2015 - As pesquisadoras do Instituto de Pesquisa e Tecnologia (ITP) Cláudia Moura de Melo (à esquerda na foto) e Verônica de Lo...