Membros do LDIP criam comunidade no Facebook e conta no Instagram para dar orientações sobre doenças parasitárias

28/12/2015
Membros do LDIP criam comunidade no Facebook e conta no Instagram para dar orientações sobre doenças parasitárias
Membros do LDIP criam comunidade no Facebook e conta no Instagram para dar orientações sobre doenças parasitárias

Lavar as mãos antes de pegar em algum alimento e sempre depois de ir ao banheiro; e não deixar água acumulada em vasos, garrafas ou outros recipientes semelhantes para evitar a proliferação do mosquito da dengue. Essas são algumas das informações que os membros do Núcleo de Educação Básica do Laboratório de Doenças Parasitárias e Infecciosas do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (LDIP/ITP) estão passando para a população, mas com um diferencial: de forma lúdica e através das redes sociais Facebook e Instagram, por meio da comunidade desparasitados.

 

De acordo com a pós-doutoranda Geza Thais Rangel e Souza, o objetivo dessa comunidade, composta por estudantes de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutoramento da Universidade Tiradentes é disseminar informações sobre parasitoses, principalmente as que são reincidentes no Estado e, desta forma, despertar a consciência da população sobre o assunto, mostrando que muitas doenças podem ser evitadas com bons hábitos, principalmente de higiene. Uma das intenções do Núcleo de Educação Básica é ser a ponte entre a universidade e as escolas, por isso, ações diretas são realizadas em duas unidades de ensino da rede pública, uma localizada em Aracaju e outra em Carmópolis.

Esse projeto foi iniciado em agosto de 2015 e é financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC). Nele, o Núcleo de Estudos também é o responsável por confeccionar material didático pedagógico para ser implementado nas escolas participantes. “Estamos formulando material bom, informativo e com baixo custo de produção para nós. Uma das alternativas encontradas foi utilizar material reciclado, coisas simples e que são de alta aplicabilidade nas escolas”, comentou Geza. Os interessados em conhecer um pouco mais sobre esse trabalho podem acessar o endereço www.facebook.com/desparasitados ou buscar informações no Instragram através do @desparasitados



Veja Mais

ITP faz homenagem a pesquisador que receberá prêmio do Ministério dos Direitos Humanos

ITP faz homenagem a pesquisador que receberá prêmio do Ministério dos Direitos Humanos

13/11/2018 - Uma atuação relevante para a promoção de direitos em âmbito local, regional e nacional. Este foi o motivo ...

20ª Semana de Pesquisa da Unit acontece até 26 de outubro

20ª Semana de Pesquisa da Unit acontece até 26 de outubro

24/10/2018 - Em consonância com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada em todo o país pelo Ministério da Ciê...

FAPITEC/SE aprova projetos de pesquisadores do ITP para as regiões do Alto Sertão e do Baixo São Francisco sergipano

FAPITEC/SE aprova projetos de pesquisadores do ITP para as regiões do Alto Sertão e do Baixo São Francisco sergipano

22/10/2018 - Promover o desenvolvimento das áreas estratégicas do Alto Sertão e do Baixo São Francisco sergipano por meio do ...

Pesquisadores do ITP que trabalham com patrimônio genético têm que fazer cadastro no SisGen até 05 de novembro

Pesquisadores do ITP que trabalham com patrimônio genético têm que fazer cadastro no SisGen até 05 de novembro

10/10/2018 - Os pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP – que utilizam patrimônio genético brasileiro nos trab...